Segunda-feira, 28 de Abril de 2008
Aí está ela
Manuela Ferreira Leite apresenta a candidatura como um acto ditado pela "consciência" - onde é que já ouvi isto? -  e como a decisão política mais difícil da sua vida - idem, aspas. Para bem da sua candidatura, espero que os próximos actos sejam mais optimistas e virados para o futuro. Não sei se os portugueses - e os militantes do PSD, em especial - estarão com grande vontade de votar em líderes políticos que carregam os cargos como fardos, sempre mais ou menos contrariados. Posso estar enganado, mas Manuela Ferreira Leite não se deveria transformar numa espécie de Cavaco Silva de saias. Porque já existe um imitador do estilo e do género, que veste calças. Chama-se José Sócrates.

Ver notícia no Jornal de Negócios.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar

Comentários:
De tricJardim a 28 de Abril de 2008 às 19:58
" Alberto João Jardim" antecipa-se a Pedro Passos Coelho (ala Abortista )!!! , e lança 7 ideias fundamentais em que se baseia o seu projecto :

1.- A Pessoa Humana

O PSD considera a pessoa humana, a sua vida, dignidade e consciência, como um valor anterior à sociedade e ao Estado, dos quais constitui o fundamento.

2.- A Família

A família é o primeiro e natural espaço de realização e desenvolvimento da pessoa humana, a primeira experiência de vida relacional e afectiva, de transmissão de valores éticos, sociais e culturais. Por isso a considera a célula essencial da sociedade, o repositório dos seus valores e tradições e a primeira escola da solidariedade entre gerações.

3.- A Comunidade Nacional

O homem - que é um ser para si e para os outros - só em sociedade se realiza. Consideramos, por isso, redutoras as concepções que o sobrevalorizam enquanto mero indivíduo isolado, circunscrito à sua esfera privada, fechado ao mundo e alheio a estruturas e valores comunitários.

4.- O Interesse Nacional

Ao lado da defesa do primado da pessoa humana e do papel nuclear da família, a actuação do PSD orienta-se, igualmente, pela intransigente valorização e defesa do interesse nacional.

5.- O Património Histórico e Cultural

Defesa, antes de mais, do nosso património histórico e cultural, daquilo que fez de nós o Povo que somos.

O PSD assume, com Patriotismo e orgulho, o passado nacional, bem como o papel que Portugal teve no Mundo. Valoriza o fortalecimento e a expansão da nossa cultura e da nossa língua no Mundo, projectando, nas tarefas com que os tempos modernos nos confrontam, o espírito aberto e universalista dos portugueses.

6.- As Comunidades Portuguesas

Defesa, igualmente, de Portugal como Estado-Nação, que se exprime numa comunidade viva que há séculos rasga teimosamente os horizontes das fronteiras nacionais, semeando os traços da lusitanidade em todos os Continentes.

Por isso, as comunidades portuguesas dispersas pelo mundo merecerão sempre ao PSD uma atenção especial, por constituírem expressão permanente da nossa tradição humanista e pela sua importância política, cultural, social e económica nas sociedades de acolhimento.

7.- Independência Nacional e Política Externa

Defesa, ainda, da independência nacional, no quadro dos compromissos internacionais a que o Estado português se encontra vinculado.

Ora, com 30 anos de vivência política e 40 vitórias eleitorais, o Dr. Alberto João Jardim é uma referência incontornável e impulsionador decisivo para a nova face de Portugal.

Um Homem do Povo e para o Povo.

http://www.albertojoaoapresidentedopsd.pt.vu/









Comentar post

pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO