Terça-feira, 29 de Abril de 2008
Lula

Lula e o PT estão numa encruzilhada. O governo tem a mais alta taxa de aprovação de sempre. A economia está forte. A Gisele ainda é brasileira. Há um senão: parece que a festa acaba em 2010. Termina aí o segundo e último mandato de Lula e o PT ainda não tem um substituto credível. Solução? Preparar o terreno a um futuro candidato. Solução espertinha? Alterar a constituição e abrir caminho a um terceiro mandato de Lula. O presidente rejeita e já afirmou que na sua “bagagem política” não há lugar para autoritarismo nem prepotência. Acontece que Lula viaja (mal) acompanhado e a bagageira é grande. O próprio também afirmou que “ninguém consegue fazer tudo em oito, ou nove ou dez anos. É preciso que a gente tenha uma quantidade de pessoas que vão assumindo compromissos e que, cada um, faça mais do que os outros”, o que pode ser lido como uma declaração de amor à solução e um piscar de olhos à solução espertinha.

 

O terceiro mandato de Lula pode passar por um referendo. De acordo com as sondagens a maioria dos brasileiros é a favor da continuidade de Lula. É este o problema: Lula é tão popular que não vai ser fácil resistir à tentação. Os seus acólitos defenderão que seria uma crueldade desperdiçar um presidente tão bom, no auge da sua popularidade. Mas esta crueldade é saudável e democrática. A democracia, para ser forte, precisa de eleições livres e periódicas para afastar os maus governantes e da limitação de mandatos para não ser destruída pelos “bons”. E o que separa um bom presidente de um ridículo tirano pode ser tão simples como uma alínea na constituição.



publicado por Bruno Vieira Amaral
link do poste | comentar

Comentários:
De Pedro Delgado Alves a 30 de Abril de 2008 às 01:13
Fernando Henrique não resistiu à tentação. É certo que o mandato único que a anterior versão da Constituição impunha era excessivo, mas lá que a norma foi mudada a pensar em FHC, lá isso foi...


De Dinis a 30 de Abril de 2008 às 01:30
Se não ganhamos no terreno, talvez nos reste a secretaria...aposto que é Benfiquista e adepto do estilo Filipe Vieira, mas ainda mais do Diogo Mainardi ...a crueldade está nisto: engole o meu amigo um sapo quando constata, como o Mainardi , que Lula é popular, e outro sapo maior ainda quando já percebeu que Lula rejeita liminarmente tal odisseia ( a do 3ª mandato que seria inconstitucional)
Boa digestão! E não vale levantar fantasmas da Venezuela, Lula, sairá, para sua in )satisfação.


De Luiz a 30 de Abril de 2008 às 03:13
O ditador Getúlio Vargas, para manter-se no poder, lançou o chamado "Movimento Queremista". O lema era "queremos Getúlio".

Está em curso no Brasil novo movimento queremista, lançado para dar a Lula o terceiro mandato.

Lula "não quer", mas docemente constrangido pela vontade do povo "aceitará" promover a reforma constitucional para continuar no poder.

Só não o fará se não conseguir vencer a resistência democrática que ainda resta.


De Anónimo a 30 de Abril de 2008 às 10:16
Caramba, um presidente burro, analfabeto, comunista, etc,etc, a ser elogiado aqui no Atlântico? (deve agora seguir-se uma rectificação :)


De Jose Carmo a 30 de Abril de 2008 às 10:31
O Lula, ou alguém por ele, pode acreditar ser isso tudo. Mas não age como tal e por isso talvez se possa sugerir que o não é.

Salvo alguns pequenos episódios portou-se como um democrata e um liberal, pelo menos até ao momento.
E merece ser elogiado por isso.

Pelas acções, não pelos rótulos.

O rótulo, sendo mauzinho, permitiu-lhe chegar ao poder.
Mas o vinho que estava na garrafa não era o que o rótulo sugeria.
Ainda bem para ele e ainda bem para o Brasil.


De Anónimo a 30 de Abril de 2008 às 12:03
O Lula, ou alguém por ele, pode acreditar ser isso tudo. Mas não age como tal e por isso talvez se possa sugerir que o não é.

Talvez se possa sugerir que o não é? Que simpático e magnânimo da sua parte, ó José Carmo ;). E quem disse isso tudo do Lula, e mais algumas coisas, foram aqui os do Atlântico e a direita brasileira e portuguesa, em geral, não "alguém por ele" . Continuo a dizer: deve seguir-se uma rectificação ao post.


Comentar post

pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO