Segunda-feira, 26 de Maio de 2008
Deitar gasolina para o fogo

A discussão sobre os combustíveis no PSD é feita à medida do primeiro-ministro José Sócrates e do PS. Não me parece de modo algum que Passos Coelho - ou o CDS, que antes já tinha tomado a mesma posição - estejam a defender uma intervenção do Estado, mas apenas a redução de um imposto num momento particularmente delicado. Era bom também que todos os portugueses fossem informados de qual é o destino do Imposto sobre os Combustíveis (ISP). Servirá, como já foi dito, para pagar as SCUT? Por este caminho, se houvesse um quarto candidato com possibilidade de vencer as eleições do PSD talvez estivesse agora a pedir um aumento do ISP.

 

À força de não quererem ser chamados de populistas e de pretenderem ser vistos como sérios, muitos políticos começam a cair na demagogia de sinal contrário. Falta saber a razão porque a gasolina e o gasóleo são mais baratos em Espanha do que em Portugal - e se esse facto elementar não está a afectar seriamente a competitividade da economia nacional. O que mais me espanta, porém, é ver tanto liberal da blogosfera a defender a manutenção de taxas e impostos, primeiro instrumento da intervenção do Estado.



publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar

Comentários:
De PALAVROSSAVRVS REX a 26 de Maio de 2008 às 11:47
Concordo, Paulo, mas já perdi a minha paciência com Passos Coelho e a sua pose neo-socrática. Já perdi a minha paciência com a fogosidade tribúnica de Santana. Já percebi a lógica parcialística de Ferreira Leite em ver o problema, alinhadíssima com a Empresa SA chamada Governo PS e perdi também as minhas ilusões e a minha paciência com ela.

O que sei é que eu e mais uns bons milhares temos as condições de penúria, de à rasca, temos a rebelião compressa, temos a clara noção do que é esta coisa putrefacta chamada sistema político português, para um dia encher estas plácidas ruas e avenidas de uma reacção à séria. Puta que os pariu a todos sem excepção. Se agora andam com as nossas dores na boca, com a nossa exclusão e desemprego, vão é ver como se governam bem os tios e padrinhos nas sinecuras da Galp, com que vencimentos despudorados não andam a cagar na cara.

Por aí se afere o problema de credibilidade que nos interessa. Não há credibilidade sem os fundamentos de uma sociedade justa e integrada. Por isso, puta que os pariu a todos e viva, por descargo e protesto, o PCP!

O que faz mesmo faltinha aqui é o refresco de uma Monarquia que refunde de alto a baixo a organização do Estado. A República não é apenas Das Bananas pela refinada cleptocracia corporativista, é também Dos Bananas, esta gente incapaz de um protesto à séria que se compreenda na sua justíssima eloquência. Como todos dependem do que o Estado lhes fica a dever, todos têm medo, todos estão reféns, todos se acobardam, todos se calam, todos seguem a sua agendinha de interesses, todos encolhem os ombros.

PALAVROSSAVRVS REX


De Anónimo a 26 de Maio de 2008 às 13:25
A solução é consumir menos, não é baixar impostos para o consumo ser subsidiado!
O PVP antes de impostos é esclarecedor que não são os impostos que provocam este preço abusivo e não é a única variável em que se pode mexer.
Achar que a redução de preços via redução do impostos vai contribuir para reflectir algo no preço final é ingénuo! Claro que as empresas vão absorver a diferença!
Não há concorrência no sector em Portugal e em Espanha tb não! Pior, a escassez de gasóleo no mercado nacional (em gasolina exportamos para os EUA) em vez de provocar apenas aumento no gasóleo está a ser distribuido pela gasolina, ou seja o gasóleo é subsidiado pelos consumidores de gasolina!
A última vez que o ISP foi reduzido teve consequências graves, muito graves! Portanto é na minha opinião populismo, demagogia, insistir nesta tecla! Tb pode ser preconceito ideológico!


De PR a 26 de Maio de 2008 às 14:01
Julgo que o ISP, como a maioria dos impostos, deve estar sujeito a um princípio de não consignação, o que não permite que as receitas que dele provêm sirvam apenas para levar a cabo outra tarefa.
Mas isto é apenas a teoria...


Comentar post

pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO