Sexta-feira, 30 de Maio de 2008
Os Bons e os Maus

 

Uma grande chapelada para este post do Henrique.

Este tipo de comportamento de Francisco Louçã não me espanta, é consequência da famosa escola comunista que muito apreciava e aprecia as questões pessoais na política.

O que me surpreende são as vozes sempre tão indignadas – e bem, claro está – quando alguém, supostamente, de direita faz este tipo de comentários e tão caladinhas quando é alguém de esquerda.  

No fundo é a visão maniqueísta da esquerda: do nosso lado estão os maus, do lado deles, os bons. Quando os nossos erram é da nossa natureza. Quando eles erram são meros lapsos que nem merecem meia dúzia de linhas.

 

 



publicado por Pedro Marques Lopes
link do poste | comentar

Comentários:
De José Manuel Faria a 30 de Maio de 2008 às 17:51
Sócrates também é da escola comunista. Por isso militou na JSD!


De Marmelada a 30 de Maio de 2008 às 20:16
O post do Henrique Raposo acaba por ser uma chapelada cheia de bílis contra quem não é chamado à conversa. A invocação do PCP (em nada chamado ao assunto) é de um primitivismo ideológico. Não me lembro de nenhum elemento do PCP agir como o Francisco Louçã.

Fica aqui um desafio: indiquem, de uma forma factual, as vezes que o PCP atacou alguém de uma forma pessoal desde 1974.


Comentar post

pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO