Quarta-feira, 31 de Outubro de 2007
Zimbabué da mau
O ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, anunciou hoje que a presidência portuguesa vai enviar, na próxima semana, convites "a todos os países" da União Europeia e da União Africana para estarem presentes na Cimeira UE-África, incluindo o Zimbabwe do Presidente Robert Mugabe.

(Público online)

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (4)
Categorias:

Par de estalos de deus, o próprio
... Quando a solução está nas nossas mãos, à distância da coragem que se possa ter, o mais que se pode  pedir ao Criador é que desça lá de cima e nos pregue um par de estalos...

Laura Abreu Cravo

publicado por Henrique Raposo
link do poste | comentar
Categorias:

Separe-se e ganhe (muito) dinheiro!
Exmos Senhores,



Junto se envia estudo que mostra os enormes ganhos que um casal obterá se se separar!

Não é necessário sequer divorciarem-se. Basta declararem que, em 31 de Dezembro, estavam na situação de "separados de facto"!



Neste estudo, calculou-se o IRS que casais com 1 a 3 filhos, rendimentos totais entre 18.000 e 48.000 EUR, e na situação de 1 e 2 titulares, pagariam no estado de casados e na situação de separados, usando o simulador do Ministério das Finanças, conforme explicado em detalhe em http://www.forumdafamilia.com/peticao/simulacao.asp.

[Recebido por email]





No caso de separação, cada um fará a sua declaração em separado, obtendo o resultado total mostrado.



Os cálculos detalhados são mostrados na folha "Cálculos" e mostrados sob a forma gráfica na folha "Gráficos".



Neste estudo, considerou-se apenas os benefícios resultantes da pensão de alimentos, não se entrando em linha de conta com outras deduções, que aumentarão ainda mais o lucro resultante da separação.



Como se poderá ver, separando-se:

É esta a proposta bem tentadora que o Estado, há anos, faz a todos os pais casados!



Não é este o caminho que recomendamos, razão pela qual lançámos a petição http://www.forumdafamilia.com/peticao.



Aguardamos, serenamente, o final do debate do OE 2008 para sabermos se o Estado vai, ou não, continuar a seduzir os pais casados a declararem-se como separados ou a divorciarem-se ou, pelo contrário, aceitar a nossa proposta de acabar com esta discriminação, sem qualquer impacto nas finanças públicas, fazendo com que todos os pais, independentemente do estado ou situação civil, possam deduzir metade do valor que, actualmente, é apenas reservado aos que não estão casados ou viúvos.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (3)
Categorias:

O futuro da direita nas bancas


Qual é o estado de saúde do regime político português no final de 2007? José Miguel Júdice escreve na Revista Atlântico que o regime está em sérios riscos de alterar a matriz de confrontação política e será perigoso se o combate essencial se situar na fronteira à esquerda do PS. A solução que defende, “com rasgar de vestes e ranger de dentes –  et pour cause – por parte do pessoal político do PSD e do PP”, passa pela criação de um novo partido político, “que aproveite por reciclagem o que pareça útil ainda dos materiais que formam os actuais partidos de direita, que se estruture com um programa ideológico que se diferencie do PS e que provoque as condições para que a confrontação política volte ao sítio de onde não deveria ter saído”. Um partido “mais liberal, mais sensível aos testamentos que fizeram no passado a matriz sociológica do PPD e que assuma a provável derrota em 2009 como um trampolim para a vitória em 2013”.

Revista Atlântico, nas bancas.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (5)
Categorias:

Descubra as enormes diferenças
Rodrigo Moita de Deus em confronto com Daniel Oliveira. No "Descubra as Diferenças", como sempre às sete da tarde de sexta-feira. Temas e outros pormenores no Jazza-me Muito.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (1)
Categorias:

Subscrevo
A liberdade empresarial é um bem essencial mas não absoluto. Muitas qualidades da economia de mercado fundam-se na ideia de concorrência. A fusão Millennium-BPI não é desejável.

Tiago Mendes, no "Diário Económico".

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar
Categorias:

Clap, clap, clap
O Pedro Marques Lopes tem as caixas de comentários abertas, mas merece aplauso aqui em cima. Definitivamente, a direita não existirá enquanto não se conseguir libertar da sombra de Salazar.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (1)
Categorias:

Programas da Atlântico


A não perder - e não só por a cenografia e os figurinos serem do fantástico António Lagarto.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar
Categorias:

Serviço Público
Hoje: 

Clube de Imprensa RTP2 [00h00] - O Que é o Populismo?

Debate dirigido por Teresa de Sousa, com Manuel Villaverde Cabral e Rui Ramos

publicado por aLaíde Costa
link do poste | comentar

Errata
No artigo de Rodrigo Adão da Fonseca publicado nesta edição da Revista Atlântico, assinalo erradamente o blogue pessoal do próprio, que é o Blue Lounge.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (3)
Categorias:

O referendo “porreiro”


No anúncio da assinatura do Tratado de Lisboa, o primeiro-ministro José Sócrates dirigiu-se ao presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, com o já célebre “porreiro, pá!”. Os dois festejavam assim a vitória da presidência portuguesa da União Europeia. Aproveitando a rara boa disposição de José Sócrates, chegou a altura de exigir ao primeiro-ministro que cumpra o compromisso assumido enquanto candidato do Partido Socialista nas últimas eleições legislativas. Porque foi eleito com esse mandato. Utilizando o vernáculo de Sócrates, seria "porreiro" que marcasse o referendo europeu. Há quem, como o Prof. Vital Moreira, passe um atestado de menoridade política ao povo português e duvide da nossa capacidade colectiva para entender e votar o tratado reformador. Seria "porreiro" que Sócrates não alinhasse nessas considerações pouco democráticas, que levadas à letra poderiam colocar em dúvida a própria natureza do regime. Numa próxima ocasião, alguém alegaria que os portugueses só têm uma vaga ideia sobre as implicações teleológicas das eleições legislativas e presidenciais - afinal, a maioria esmagadora nunca leu a Constituição da República. Numa conjuntura em que a classe política conhece um dos pontos mais baixos de credibilidade e é alvo de ataques muitas vezes demagógicos, seria bom que o primeiro-ministro desse finalmente o exemplo, defendendo o seu projecto europeu e calando as vozes radicais de PCP e BE. Como diria José Sócrates, não é "porreiro" faltar às promessas, pá.

[Publicado no Meia Hora]

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (1)
Categorias:

A propósito do Tarrafal

O Tarrafal é, talvez, o maior símbolo do miserável regime que terminou em 25 de Abril de 1974. Por muito que se tente limpar a imagem do salazarismo, mostrando-o como uma espécie de ditadura versão light, os factos são demasiadamente gritantes para que esta visão seja defensável: o salazarismo foi um regime brutal sem o mínimo respeito pelos mais elementares direitos humanos e o Tarrafal foi o maior exemplo disso.


O que me espanta é a incomodidade que a direita tem em lidar com este facto. Em primeiro lugar, porque não há nada naquele patético regime que se assemelhe a um pensamento de direita enquanto defensora do individualismo, lutador pelas liberdades individuais, crente no desenvolvimento da personalidade como referência básica para a igualdade de oportunidades, combatente contra o pensamento único colectivista e contrário à demasiada influência do Estado na sociedade.


A confusão é evidente. No fundo, os defensores de Salazar estão muito mais próximos da extrema-esquerda do que da direita. Para ser franco, não é essa pretensa direita que me incomoda: essa só me dá vontade de rir pelo folclore inútil e ridículo, no fundo fazem apenas de bobos da corte. O que constato é ainda existir um formigueiro em algumas pessoas que identifico como sendo mesmo de direita quando se fala do infeliz beirão.


Caros amigos, vocês estão nos antípodas desse regime, que não vos falte saliva para insultar o biltre.



publicado por Pedro Marques Lopes
link do poste | comentar | ver comentários (26)
Categorias:

Meninas de Odivelas
... A professora entende que o ensino diferenciado faz toda a diferença, dada a ausência de homogeneidade em turmas mistas – às raparigas assiste, diz, maior capacidade de análise, de síntese e de concentração. Já os rapazes, esses valdevinos marialvas, recebem – com toda a justiça, aparentemente! – tratamento especificamente dedicado à sua desatenção crónica e criatividade infinda, e desde que o ensino seja adequado a estas características tão próprias, também têm bons resultados no acesso ao ensino superior. É, pelo menos, o que sucede no Colégio Cedros, masculino...

Marta Rebelo 

publicado por Henrique Raposo
link do poste | comentar
Categorias:

A imaturidade do PSD
É difícil atribuir credibilidade às propostas de alteração constitucional de Luís Filipe Menezes quando sob a sua liderança o PSD recua numa matéria tão crucial - e com profundas implicações constitucionais - como o compromisso claro e inequívoco de submeter o novo Tratado da União Europeia a um referendo.

Ainda para mais quando as razões invocadas são de natureza essencialmente tacticista e denotam pouco respeito pelo eleitorado: A “maturidade” do PSD. Por Miguel Noronha.

publicado por André Alves
link do poste | comentar
Categorias: ,

O Governo do Second Life


[Imagem do Público online]

Quando se trata de cumprir promessas eleitorais já se sabe que temos um Governo virtual. O ideal para o primeiro-ministro e para o ministro das Finanças, ou para a ministra da Educação, era governar no Second Life, onde bastaria desligar o computador quando surgissem protestos de professores ou as críticas dos eleitores descontentes. Na fotografia do "Público", Teixeira dos Santos parece ter alcançado o sonho de discursar para um povo igualmente virtual. Uma utopia socialista.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar
Categorias:

Terça-feira, 30 de Outubro de 2007
A raposa e as uvas*

O PSD rejeitou hoje "continuar a trabalhar numa solução" para permitir que o líder social-democrata, Luís Filipe Menezes, integrasse o Conselho de Estado, sublinhando que essa foi "uma pretensão que nunca foi reivindicada" pelo partido (Público).

* Aqueles que são incapazes de atingir uma meta tendem a denegri-la, para diminuir o peso de seu insucesso.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (2)
Categorias:

Sócrates e as contradições do socialismo
Contradições destes tempos. Por José Manuel Moreira.

publicado por André Alves
link do poste | comentar
Categorias: ,

Será Cajuda o Santana do futebol ou será Santana o Cajuda da política?




O mais que imprescindível blog de Santana Lopes continua a iluminar não só a blogosfera nacional mas também, atrevo-me a dizer, o país. Como se não bastassem as sempre extraordinárias opiniões do seu autor sobre os mais variados temas, temos também as pessoas que deixam as suas opiniões nas caixas de comentários.

Na sequência de uma análise ao jogo Vitória de Guimarães - UD Leiria, que faria corar de inveja o próprio Rui Santos, o ex-presidente da distrital do PSD de Braga, Luís Cirilo, vem fazer um comentário que corre o risco de se tornar num dos slogans para as próximas campanhas eleitorais: “que o Senhor possa ser o Manuel Cajuda do nosso grupo parlamentar” (senhor com letra grande não é gralha…).

Ah grande Luís Cirilo. Anda o PSD a gastar dinheiro com o Cunha Vaz quando tem um homem como você…

publicado por Pedro Marques Lopes
link do poste | comentar | ver comentários (4)
Categorias:

Comentaram? Agora leiam
 

"Há 40 anos, a 10 de Outubro de 1967, o mundo viu finalmente o seu cadáver, deitado numa maca, com os olhos entreabertos, vidrados. Depois de dois anos de mistério e rumor, ali estava, na lavandaria do hospital de Nossa Senhora de Malta da vila de Vallegrande, no sopé dos Andes bolivianos: era o médico argentino Ernesto Guevara, aliás “Che” Guevara, o “Che”, o ex-ministro do ditador cubano Fidel Castro, o homem que todos tinham esperado ver, a qualquer momento, irromper das sombras para fazer da América Latina um enorme Vietname, capaz de absorver a última gota do poder e prestígio dos EUA. Com ele, no sul da Bolívia, morria a grande ilusão castrista de revolucionar o continente a partir de uma ilha das Caraíbas protegida pelos soviéticos."

O artigo de Rui Ramos sobre Che da edição de Outubro: O Desprezo de Guevara. Na íntegra.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (2)
Categorias:

A única Igreja onde o Pedro Marques Lopes não será excomungado
A Igreja Maradoniana.

Entramos hoje no ano 48 d. D (depois de Diego). Isto segundo a Igreja Maradoniana. Ou seja, esta Igreja, com direito a capela, formada por uns quantos excêntricos da cidade argentina de Rosario (Hernán Amez, Hector Campomar e Alejandro Verón dizem ser os mentores do projecto religioso), conta já com mais de 80 mil associados espalhados por 60 países e celebra o Natal a 30 de Outubro - dia de aniversário de Diego Armando Maradona. E toma cada ano, desde 1960, dia do seu nascimento, como depois de Diego.
Hoje ser-lhe-á entregue como prenda uma pequena escultura com cerca de 32 centímetros. Esta, obviamente, representa o golo marcado com a mão à Inglaterra.
Aliás, é esse o nome da Igreja: "La Mano de D10s". A mão de Deus, escrito com o 10 que Maradona usava na camisola.
Os Irmãos Diegorianos, é assim que se autoproclamam, são ricos nos rituais religiosos. A autobiografia de Maradona (Eu Sou El Diego, Oficina do Livro) é a sua bíblia. Todos aqueles que ajudaram Diego na sua carreira foram nomeados apóstolos. Aqueles que, pelo contrário, tentaram impedir a sua ascensão foram considerados hereges...

Onde posso ser baptizado?

publicado por Bernardo Pires de Lima
link do poste | comentar
Categorias:

Deus existe, faz anos hoje e está por toda a parte


publicado por Bernardo Pires de Lima
link do poste | comentar
Categorias:

Amanhã nas bancas


Qual é o estado de saúde do regime político português no final de 2007? José Miguel Júdice escreve amanhã na Revista Atlântico que o regime está em sérios riscos de alterar a matriz de confrontação política e será perigoso se o combate essencial se situar na fronteira à esquerda do PS. A solução que defende, "com rasgar de vestes e ranger de dentes –  et pour cause – por parte do pessoal político do PSD e do PP", passa pela criação de um novo partido político, "que aproveite por reciclagem o que pareça útil ainda dos materiais que formam os actuais partidos de direita, que se estruture com um programa ideológico que se diferencie do PS e que provoque as condições para que a confrontação política volte ao sítio de onde não deveria ter saído". Um partido "mais liberal, mais sensível aos testamentos que fizeram no passado a matriz sociológica do PPD e que assuma a provável derrota em 2009 como um trampolim para a vitória em 2013”.

Atlântico, amanhã nas bancas.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (3)
Categorias:

Paz interior


O corpo humano jamais terá paz enquanto deixarmos os Radicais Livres.



 

publicado por joao moreira de sá
link do poste | comentar
Categorias:

Post de qualidade


Cristo morreu de acordo com as normas de qualidade porque depois foi para ISO.



 

publicado por joao moreira de sá
link do poste | comentar
Categorias:

Amanhã nas bancas


Edição de Outono:

Vasco Pulido Valente descasca Günter Grass.
Miguel Morgado defende o referendo europeu.
João Pereira Coutinho escreve sobre Lobo Antunes.
Pedro Mexia entrevista Paul Auster.
André Abrantes Amaral dá ideias para Lisboa.
João Marques de Almeida critica o Nobel da Paz.
Paulo Tunhas sobre os vícios da linguagem.
José Miguel Júdice leva o regime ao médico.
Rui Ramos sobre as invasões francesas.
Vitor Cunha sobre a imprensa.
Manuel Falcão deitado no sofá.
Fernando C. Gabriel e o legado de Mandela.
Carlos do Carmo Carapinha escreve sobre José Saramago.

E muito mais - de André Azevedo Alves a João Miranda, passando por Pedro Marques Lopes, Francisco Mendes da Silva, Laura Abreu Cravo, Rita Barata Silvério, Carla Hilário Quevedo, Tiago Cavaco, Inês Teotónio Pereira, Tiago Galvão, Henrique Raposo, Rodrigo Adão da Fonseca, Henrique Burnay, Jorge 'maradona' Madeira, Marta Mucznik, Bernardo Pires de Lima, José Nunes (e todos os outros que também merecem igual destaque).

Uma edição de luxo, para mais tarde encadernar e deixar de herança aos netos.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (18)
Categorias:

Segunda-feira, 29 de Outubro de 2007
A ler
Os bois pelos nomes, de Luís Aguiar-Conraria. E aproveitar para reler a crónica de António Barreto no "Público".

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar
Categorias:

Objecção de consciência
Bento XVI defendeu hoje no Vaticano que a objecção de consciência "é um direito que deve ser reconhecido" também aos farmacêuticos nos casos do aborto e da eutanásia.
Recebendo no Vaticano os participantes do Congresso Mundial "As novas fronteiras do acto farmacêutico", o Papa pediu que estes profissionais possam ter a opção de "não colaborar directa ou indirectamente no fornecimento de produtos que têm como objectivo escolhas claramente imorais".



Entre as preocupações apontadas estão as substâncias que impedem "a nidificação de um embrião" (a chamada pílula abortiva" e as que procuram "abreviar a vida de uma pessoa".

"A vida deve ser protegida desde a sua concepção até à sua morte natural", indicou Bento XVI, pedindo aos farmacêuticos que desempenhem "um papel educativo com o paciente, para um justo uso dos cuidados médicos e, sobretudo, para dar a conhecer as implicações éticas da utilização de determinado fármaco".

"A procura de um bem para toda a humanidade não se pode fazer em detrimento do bem das pessoas tratadas" sublinhou ainda.

Tendo em conta as "implicações éticas" destes temas, o Papa deixou votos em favor de uma mobilização dos que trabalham nas diferentes profissões ligadas à saúde, católicos e "pessoas de boa vontade", para que se aprofunde a formação, não só no plano ético, mas também no que diz respeito às questões bioéticas.

"O ser humano deve estar sempre no centro das opções biomédicas", indicou.

Bento XVI defendeu também "a solidariedade no domínio terapêutico, para permitir um acesso aos medicamentos de primeira necessidade de todas as camadas da população e em todos os países, nomeadamente para as pessoas mais pobres".

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (12)
Categorias:

Entre a boa e a má moeda?
Os partidos é que escolhem. Como previsto, o Presidente da República  recusa "interferir" na escolha e substituição dos membros do Conselho de Estado, após a saída do ex-líder do PSD Marques Mendes. Menezes não entra no clube de Cavaco Silva.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar
Categorias:

Talvez porque Sócrates o prometeu - e o PSD também?
Não tenho qualquer fúria referendária - bem pelo contrário, tenho sérias dúvidas sobre a viabilidade do instituto do referendo e os portugueses têm demonstrado também algum desinteresse com as reduzidas quotas de participação nos que até agora se realizaram. Como ouvi no outro dia num inquérito televisivo, "é para resolver estas questões que nós os elegemos". Mas no caso do tratado reformador está em jogo mais do que a própria questão europeia. Está em causa a relação de confiança entre eleitores e eleitos. José Sócrates foi eleito com o claro compromisso de marcar um referendo. No programa eleitoral do PSD nas últimas legislativas estava inscrita também essa promessa de vinculação ao referendo. Idem aspas para o CDS - e não vale a pena falar do PCP ou do BE.
Não se compreende aliás as mudanças de opinião no PSD em temas essenciais - como a regionalização ou a questão europeia - apenas porque mudou de presidente: lembre-se que o grupo parlamentar social-democrata é o de Santana Lopes e esses mesmos compromissos foram assumidos pelo actual líder do grupo parlamentar. Os partidos são instituições e deveriam manter o seu rumo nas questões de legislatura, independentemente de mudanças internas.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (4)
Categorias:

Para os mais esquecidos
Apesar do apoio iraniano concedido a outros grupos terroristas da região (o Hamas, por exemplo), a relação com o Hezbollah (libanês e xiita) que actua frequentemente como substituto regional de Teerão, é particularmente próxima. (mais motivos para uma manif?). Após a revolução de 1979, Khomeini criou os Guardas da Revolução, fazendo de uma das suas divisões - a Força Qods - um agente exportador da revolução. Em 1982, iniciou as suas actividades no Líbano. Um ano depois, o Hezbollah assumiu a responsabilidade pelos bombardeamentos que devastaram o acampamento dos Marines americanos em Beirute, o mais mortífero ataque contra os EUA antes do 11 de Setembro.

Mas o apoio do Irão ao terrorismo não se circunscreve ao Líbano e à Palestina. O envolvimento de Teerão na guerra civil da Bósnia foi amplamente documentado tendo, também, providenciado treino aos terroristas sauditas que destruíram as Torres Khobar, na Arábia. Mas isto não interessa nada. Bora para a manif, Anacleto?

publicado por Bernardo Pires de Lima
link do poste | comentar
Categorias:

Somos todos Guardas da Revolução
A guarda pretoriana dos ayatollahs do Irão - da qual o actual presidente Ahmadinejad fez parte - veio dizer que está pronta para, "se necessário for, lançar uns ataques suicidas no Golfo Pérsico". Contra o satã (EUA) ou quem se fizer passar por amigo dele. Terroristas de Estado, por outras palavras, é a definição deste caso. Mais: o Irão legitima esta quadrilha e é assim conivente com o terrorismo. Como já o havia sido anteriormente, diga-se de passagem.

Há uma parte de ocidentais que pode ver nisto mais uma oportunidade para vir para a rua gritar. Anti-americanismo puro e duro, um país cada vez mais encurralado (quem sabe até vítima) internacionalmente, tudo num caldo que faz lembrar velhos gritos. Eu sugeria um "Somos todos Guardas da Revolução" desta vez. Aposto que está entalado, ah?

publicado por Bernardo Pires de Lima
link do poste | comentar
Categorias:

O povo é sereno
Para algumas pessoas parece que há um sítio no mundo tenebroso, onde se vive terrivelmente e que se chama Europa. Essas mesmas pessoas parece que acordaram para os problemas da "soberania", para a "vontade popular" e para a "soberania popular" em 2007. O povo é, além disto, sereno, na perspectiva deles e de um mítico ex-Primeiro ministro: por isso, vamos a referendo e é já! Estas pessoas também acham que os 27 países que resolveram sentar-se à mesa das negociações o fizeram com uma pistola apontada à cabeça, sempre com o objectivo de nos tramar. A nós e à "soberania", claro.

27 Estados europeus à volta da mesa para chegar a um acordo (todos os acordos são o possível num determinado momento histórico, dadas as condicionantes internas inerentes às democracias e à conjuntura internacional) é, para estas pessoas, um atentado ao cidadão, o mesmo que votou, acredito que livremente, nesses mesmos representantes para, entre outras coisas, negociar Tratados internacionais. Estas pessoas esquecem-se que há quinze anos atrás metade destes 27 estava de costas voltadas para a outra metade, e que há umas décadas não muito longínquas atrás andavam aos tiros e noutras diabruras uns com os outros. Em boa verdade, sem a União, este terrível continente europeu seria uma espécie de Médio Oriente versão requintada. Há coisas fantásticas, não há?

publicado por Bernardo Pires de Lima
link do poste | comentar
Categorias:

O preço da estatização da educação
A Grande Ilusão. Por Bruno Alves.

A ideia de que a planificação, ineficaz na “economia”, é a que melhor serve a “educação”, é a última grande ilusão do “progressismo”. Como todas as outras, paga-se caro.


publicado por André Alves
link do poste | comentar
Categorias: ,

Grandes democratas
Há por aí muito boa gente que adora referendos. Aposto que grande parte deles nunca votou para as europeias nem se dá ao trabalho de votar para a junta de freguesia (coisas menores, claro). Ruído é o que a malta gosta. O Manuel Monteiro também.

publicado por Bernardo Pires de Lima
link do poste | comentar
Categorias:

Quem te mandou a ti Zapatero tocar rabecão?
José Luís Zapatero continua a colher as tempestades que semeou. No País Basco, como na Catalunha. De causa fracturante em causa fracturante. A Lei da Memória Histórica deu no que deu, por responsabilidade exclusiva de Zapatero. Espera-se que José Sócrates aprenda com os erros espanhóis - e com ele, a Comissão de Projectos para as Comemorações do Centenário da República (ver relatório).

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (6)
Categorias:

1648

Em 1648, a Europa civilizou-se. A partir desse ano, o Papa passou a ficar em casa, sem ordem para interferir nos assuntos políticos dos príncipes. A separação entre política e religião ficou a ser a norma. Eu adoro 1648. E não gosto nada de ver Papa a interferir directamente e intencionalmente na política interna de um estado europeu, neste caso a Espanha. Não estou a discutir a essência da coisa (sim, na Guerra Civil não houve bons nem maus. Ambos os lados foram bestiais. Bestas quadradas ideológicas). Estou a criticar o processo político levado a cabo pelo Vaticano.


 


Sôr Bento, é favor ficar fora do assunto. Já chega o Habermas e a Ana Gomes a tentar lixar Vestfália. Não se meta V. no assunto também.



publicado por Henrique Raposo
link do poste | comentar
Categorias:

Memória histórica
498 Mártires de Espanha.

publicado por André Alves
link do poste | comentar | ver comentários (4)

O partido está unido
Desde sexta-feira, sobretudo no "DN", assistimos ao spin dos homens de Luís Filipe Menezes - como diria o Paulo Gorjão. "Menezes vai entrar no Conselho de Estado", titulava-se no jornal diário. As considerações eram múltiplas e  lisonjeiras para o novo presidente do PSD.  Porém, tudo indica que Menezes não vai entrar  - nem se perceberia que entrasse, dado que todos os restantes líderes da oposição não estão lá representados.  O mais curioso é que não vai entrar porque António  Capucho não deixa e vai mesmo assumir o lugar a que tem direito. O amor  é bonito - como também pudemos ver, uma vez mais, no  "DN" de sábado - e o partido está  unido.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (7)
Categorias:

O ridículo mata (II)


Concordo com o Pedro Marques Lopes - o ridículo mata. Mas julgava que se estava a referir ao monumento do  Cutileiro. Da bandeira, gosto.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (1)
Categorias:

Não passem atestados de menoridade ao povo português, sff
Como se tem provado em sucessivas eleições, o povo português não precisa de explicações de ninguém - e muito menos do paternalismo do Prof. Vital Moreira - para saber o que está em causa no tratado reformador. Para além da questão europeia, a decisão do referendo é um teste ao primeiro-ministro e à sua credibilidade política. Depois de não ter cumprido outras promessas, desculpando-se com a situação financeira em que encontrou o país, seria uma excelente oportunidade para cumprir esta, marcando o referendo para o próximo ano. Amanhã escrevo sobre o assunto no Meia Hora, que já tem online a versão diária em pdf (hoje pode ler, entre outras, a opinião do nosso Henrique Burnay).

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (1)
Categorias:

O ridículo mata
Ainda hoje estou para perceber o que diabo está a fazer aquela pirosa enormidade no topo do Parque Eduardo VII. Que propósito tem aquela coisa? Será que é para nos lembrar que estamos em Portugal?

Sr. Presidente da Câmara, contribua para a sanidade mental dos lisboetas e mande retirar aquela bandeira que nos envergonha a todos.

publicado por Pedro Marques Lopes
link do poste | comentar | ver comentários (3)
Categorias:

Confissão



Receio bem que o meu telemóvel não esteja sob escuta. 

Sinto-me tão insignificante.



 

publicado por joao moreira de sá
link do poste | comentar
Categorias:

Fér-plei



Segundo jogo consecutivo que o Benfica ganha com um golo ao cair do pano. 

Eu, se fosse à UEFA, proibia o pano.



 

publicado por joao moreira de sá
link do poste | comentar
Categorias:

Não chorem por este trocadilho


Cristina Kirshner vai ser presidente. Já nada o evita.



 

publicado por joao moreira de sá
link do poste | comentar
Categorias:

Domingo, 28 de Outubro de 2007
Celebrar o nosso atlantismo


Freddy Adu

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (1)
Categorias:

O mal dos meus pecados
Para o maradona - abraço homofóbico para ele também - sou um patrão pouco exigente. Para o Lourenço (grande poste o Tratado Constitucional?), um grande olheiro. Para o malvado do Tiago Galvão, uma segunda tia, depois da Carla. Não há respeito por um homem de idade.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar
Categorias:

PPM errou
Errei ontem quando disse que João Pereira Coutinho não indicava no sítio dele os textos que publica todos os meses na Revista Atlântico. E julgo que na segunda-feira  podem ler o que escreveu sobre Watson no "Expresso", mesmo sem assinatura. Para já, só lá têm Os erros de Menezes, da semana passada.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (2)
Categorias:

O referendo
Se é isto ser respeitável, então precisamos de uma direita bastante mais (digamos) infame.

publicado por Henrique Raposo
link do poste | comentar
Categorias:

A ler
Infelizmente, sem linques online, recomendo a leitura dos textos de JPC no "Expresso" de sábado e de Alberto Gonçalves no "DN" de domingo. A começar pelo que escrevem sobre James Watson. Contra os talibanismos.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar | ver comentários (5)
Categorias:

O Coveiro
Tiago Galvão explica como foi a contratação. Qualquer semelhança com a realidade não terá sido mera coincidência.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar
Categorias:

pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO