Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008
Balanço de fim de ano

Leio Pedro Mexia (via Origem das Espécies) e, como só me acontece muito raramente, não concordo com nada do que escreve. Ao contrário do que o Pedro parece pensar, a blogosfera política está tão ou mais viva do que no tempo em que ele escrevia sobre política. O único problema da blogosfera política é que o Pedro Mexia prefere não escrever sobre política - e, por isso, não se interessa pelo que na blogosfera política se escreve. Pelo meu lado, confesso, gostava muito mais de ler o Pedro Mexia quando escrevia sobre política. Não tenho muita pachorra, salvo raríssimas excepções, para a blogosfera "pessoal" - ou "intimista" - que compreensivelmente Mexia tanto aprecia. Dos linques do Estado Civil são também raríssimos os que sigo e quase nenhum com a mínima regularidade. Incluindo, confesso com alguma tristeza mal disfarçada, o do Pedro Mexia. E, como eu, a esmagadora maioria dos que lêem blogues em Portugal. 

 

Quanto ao dr. Pacheco Pereira e ao seu súbito desgosto com a blogosfera, o problema não tem nada a ver com jdanovismo. Tem a ver, pura e simplesmente, com mau perder. Pacheco desgostou-se com a blogosfera porque a blogosfera e os seus leitores se desgostaram com ele em 2008. Perdeu audiências - suprema infâmia, tem muito menos leitores diários que o Blasfémias - e, por detrás daquele seu ar de poseur de intelectual da Marmeleira, esconde-se um frenético frequentador do blogómetro e seus arquipélagos. O problema do dr. Pacheco não é ideológico, não senhor. O problema do dr. Pacheco é que, para além de ter encontrado concorrência que o ultrapassa e até antecipa o que escreve, já não é um jacaré dos blogues - e arrisca transformar-se numa lagartixa. 



publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar

Comentários:
De Miguel Noronha a 31 de Dezembro de 2008 às 08:59
Nem mais, Paulo


De Margarida Pereira a 2 de Janeiro de 2009 às 10:25
Está explicado porque 'passou ao lado' do presente de Natal que lhe dediquei.
No hard feelings, though.


De Paulo Pinto Mascarenhas a 2 de Janeiro de 2009 às 14:28
Qual presente de Natal, Margarida, não vi? Vou ver se trato dessa injustiça. Onde está? Um grande 2009 para si e para os seus.


De Margarida Pereira a 2 de Janeiro de 2009 às 19:00
Deixe lá que não foi o único...
Mas vai a tempo, pode é ter um niquinho de pó:
http://criativemo-nos.blogspot.com/2008/12/amizade-e-o-amor-no-se-conseguem_7881.html


E, mais uma vez, muitas felicidades para o projecto!
Leitora #000000000000000000000000000000001
apresenta-se!


Comentar post

pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO