Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008
Ler

Enquanto o Ministro dos Negócios Estrangeiros português se coloca numa posição equidistante entre o Hamas e Israel e o Bloco de Esquerda opta por uma posição claramente pró-Hamas, os palestinianos da Fatah colocam-se do lado de Israel.

 

João Miranda, no Blasfémias.



publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar

Comentários:
De Manuel Leão a 31 de Dezembro de 2008 às 16:49
E ao lado das vítimas, quem se coloca?


Comentar post

pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO