Domingo, 4 de Janeiro de 2009
Adeus Atlântico

Este blogue acaba hoje, a pouco mais de uma semana de celebrar três anos. O aniversário seria já no próximo dia 12 de Janeiro, data da minha primeira "experiência atlântica" na blogosfera. Perante a opinião claramente maioritária dos Atlânticos, expressa no próprio blogue ou por email pessoal, esta é a única decisão lógica, que assumo como minha. Também para mim, fecha-se o ciclo atlântico. Depois da suspensão de uma revista de debates e de ideias que conseguiu publicar ininterruptamente durante 36 meses - e de que fui director durante 26 deles - segue-se o fim do blogue. Sem dramas. Basta ler os jornais diários, semanários e revistas, escutar rádios e acompanhar as televisões, mas também os blogues e as boas livrarias, para constatar que o espírito da revista Atlântico e do blogue Atlântico está bem vivo, prometendo continuar a andar por aí. Agradeço uma vez mais o empenho e o esforço dos autores que tornaram possível esta verdadeira aventura em Portugal. O meu agradecimento também a todos os leitores e comentadores.

 

1, 2, 3 - até à próxima.

 

 

[Paulo Pinto Mascarenhas]



publicado por Atlântico
link do poste | comentar

Comentários:
De Nuno Gouveia a 5 de Janeiro de 2009 às 00:20
Resta-me agradecer ao Paulo o convite que me endereçou para participar neste blogue.

Há vários anos que o admiro pelos vários projectos que dirigiu: primeiro o Acidental e depois a revista/blogue Atlântico. É uma figura incontornável da direita portuguesa, e fez mais pelo debate ideológico que a maior parte dos políticos desta área nos últimos 30 anos.

Foi um prazer ter participado com todos neste projecto, apesar de terem sido apenas dois meses.


De Paulo Pinto Mascarenhas a 5 de Janeiro de 2009 às 07:54
Eu é que agradeço, Nuno. Teremos certamente outras oportunidades para nos reencontrarmos e escrevermos em conjunto. Um abraço.


De terrivel a 6 de Janeiro de 2009 às 12:38
Sempre segui com todo o empenho as iniciativas do PPM: das noite a direita, passando pelo acidental e acabando na atlÂntico. Mas quando leio frases como
"uma figura incontornável da direita portuguesa" não consigo evitar o gargalhada:). Salazar, lucas Pires, PPM.

Num tom mais serio, parabens sinceros ao PPM.


Comentar post

pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO