Sábado, 26 de Janeiro de 2008
Um dia, não bastará ter os Açores
A notícia de que os EUA estão a considerar a base das Lages para treinar os seus futuros caças e mísseis hipersónicos é muito boa para Portugal. O papel que o nosso país desempenha nos teatros militares do momento é demasiado pequeno, sobretudo no Afeganistão, onde é fundamental demonstrar a capacidade das tropas europeias, e de onde os nossos soldados vão ser retirados. Se, por um lado, a retirada do Afeganistão é um erro, por outro, a base das Lages surge como uma dádiva que nos permite ter muito mais protagonismo do que merecemos. Até ao dia.

publicado por Alexandre Homem Cristo
link do poste | comentar
Categorias:

Comentários:
De tric a 26 de Janeiro de 2008 às 22:58
o interessante, é que essa noticia coincida com a presença, pela primeira vez em Portugal , de um navio de guerra russo ,o cruzador russo "Moskvae", dos mais avançados tecnologicamente da sua frota.


De sérgio_alj a 26 de Janeiro de 2008 às 23:51
Realmente Portugal merece ter mais protagonismo militar na cena internacional.
Em vez de ficarmos aqui tranquilos na West Coast of Europe deviamos mandar as tropas para o Iraque, Afeganistão, Gaza, Irão...
Que post mais parvo!!!
Quer mais protagonismo nos teatros militares, então forme a sua "Blackwater" e parta para o Iraque caçar os iraquianos...


De PPM a 26 de Janeiro de 2008 às 23:54
Excelente poste, Alexandre. Há quem acredite que se deve deitar à sombra e esperar sempre que os EUA tratem da nossa segurança, ao mesmo tempo que insultam o imperialismo americano. Qualquer dia têm uma surpresa desagradável.


De Maujo a 27 de Janeiro de 2008 às 02:01
PORTUGAL!!!

Uma Nação que teve tudo para ser uma potência Mundial. A Europa está a trás, o Reino unido a cima, a porta para o Mediterrâneo e África a baixo, as Américas mesmo a frente e as ilhas como pontos estratégicos. O que foi que se passou? Tivemos tudo e ficamos sem nada. Portugal deveria investir mais na sua força militar, apesar de estarmos na UE. Os Americanos querem as Lages porque é um ponto estratégico (só quero que eles se mandem). Tal como a Nato queria na década de 90 instalar uma base de abastecimento de submarinos nucleares na Ilha da Madeira. Porque estamos a dar tudo aos Americanos se eles daqui a uns anos vão deixar de ser a Super Potência Mundial? Mas querem garantir que não perdem o poder das armas. Nós também podemos ter Poder desde que olhemos para nós e aprendamos a dar o devido valor à nossa Pátria, valorizando a nossa identidade, só basta acreditar...


Comentar post

pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO