Segunda-feira, 10 de Março de 2008
Da libertação da mulher
Segundo se lê aqui, na fotografia da marcha da indignação, sábado em Lisboa, podemos ver ao centro Fernanda Tadeu, a mulher de António Costa, dirigente socialista que até há pouco tempo foi número dois de José Sócrates no Governo e é o actual presidente da Cãmara Municipal de Lisboa:


A pergunta que se pode fazer, é se isto representa a divisão hoje existente no Partido Socialista, um exemplo de pluralismo familiar, ou, mais cinicamente, se António Costa joga assim em dois tabuleiros e prepara a sua caminhada para S. Bento.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar

Comentários:
De PR a 10 de Março de 2008 às 21:59
Então muitos parabéns pela casa nova


De Paulo Pinto Mascarenhas a 11 de Março de 2008 às 01:39
Obrigado, PR, é de grande funcionalidade, mude-se para melhor.


De José Manuel Faria a 10 de Março de 2008 às 22:04
O sindicalista Arménio Santos também lá esteve, ainda bem. Só faltou o Santos Silva e o Sócrates.


De FuckItAll a 10 de Março de 2008 às 23:33
Hum?! Na preparação para a caminhada para S.Bento António Costa manda a mulher, coitada, muito contrariada, à manifestação de professores?! Se calhar é de mim, mas isto parece-me enredo de telenovela.

Estranho é que não ocorra a explicação mais simples: que as pessoas não ficam sem cérebro por serem casadas ou terem uma qualquer relação com alguém; que aquilo que pensamos não coincide muitas vezes com o que pensam os nossos seres amados, sejam familiares, cônjuges ou amigos. E ainda bem, senão a nossa vida seria bem mais aborrecida.


De Paulo Pinto Mascarenhas a 11 de Março de 2008 às 00:01
Claro, Fuckitall, é também a minha opinião. Ponho três hipóteses, naturalmente não concordo com as três...


De Ana Matos Pires a 11 de Março de 2008 às 01:23
Pois, Paulo, mas a hipótese colocada pela FuckItAll não estava anteriormente prevista. É que não é tanto uma questão de pluralismo familiar - presumo que seria esta a hipótese a que se referia o seu "claro" -, é mesmo uma coisa de bi-cefalia... daí não fazer qualquer sentido falar-se em "libertação da mulher" neste contexto, penso eu de que.


De Paulo Pinto Mascarenhas a 11 de Março de 2008 às 01:37
"se isto representa a divisão hoje existente no Partido Socialista", parece-me mais ajustada, Ana - é compatível com a versão "as pessoas não ficam sem cérebro por serem casadas ou terem uma qualquer relação com alguém; que aquilo que pensamos não coincide muitas vezes com o que pensam os nossos seres amados, sejam familiares, cônjuges ou amigos", pois é?


De Anónimo a 11 de Março de 2008 às 01:58
Desconheço a orientação politico-partidária da Fernanda Tadeu, é militante do PS? Estava lá nessa qualidade?


De Ana Matos Pires a 11 de Março de 2008 às 01:59
O anónimo anterior sou eu, Paulo.


De Paulo Pinto Mascarenhas a 11 de Março de 2008 às 03:50
"Fernanda Tadeu, a mulher do presidente da Câmara de Lisboa, ..... Professora universitária, militante do PS, ex-secretária de estado do ensino básico de ..."

Pode ver pesquisando rapidamente com as palavras-chave "a militante do PS fernanda Tadeu"

O senhor de baixo insulta, eu compreendo.


De Ana Matos Pires a 11 de Março de 2008 às 12:37
Bem mandada como sou fiz a tal pesquisa e aqui deixo o resultado
http://www.google.pt/search?hl=pt-PT&q=+militante+do+PS+fernanda+tadeu&btnG=Pesquisar&meta=
Concluir a partir daqui é fantástico, Paulo, e sem sequer ter clicado nas "fontes", parece-me. Jornalismo de investigação?


De Paulo Pinto Mascarenhas a 11 de Março de 2008 às 13:06
Tem razão, reconheço o erro quanto à identificação da senhora.


De Ana Matos Pires a 11 de Março de 2008 às 13:51
Quanto à "identificação da senhora"? Afinal chama-se Fernanda Tadeu Costa, é?


De Tomás Vasconcelos de Souza a 11 de Março de 2008 às 01:58
Que post absolutamente idiota. Falta de assunto ou vontade de criar problemas onde eles não existem?


De Ricardito a 11 de Março de 2008 às 10:09
hhmmmm, eu ainda não percebi qual é exactamente o problema do PPM... Isto é o que se chama cuscuvilhice fina. O Atlântico é o PerezHilton dos intelectuais ;)

Não, não tenho blog nos novos blogs do sapo


De Ricardito a 11 de Março de 2008 às 10:13
Eu acho engraçado é o modo..hhhmmm.. sonso, como o PPM diz: "Ó, mas eu disse alguma coisa de mal, disse, disse? que maldosos, vocês, ó pá!" Eu só estava a dizer o que pessoas más podem dizer por aí, ó pá!"


De FuckItAll a 11 de Março de 2008 às 10:18
Com 80% do sector presente, deviam estar lá muitos militantes/simpatizantes do PS; aliás, de todos os partidos.


De fernanda câncio a 11 de Março de 2008 às 11:03
paulo pinto mascarenhas, tenha ao menos a decência de saber fazer pesquisas no google. não existe nenhuma entrada em que fernanda tadeu seja identificada como militante do ps. nem como professora universitária, que não é. nem como ex-secretária de estado, que nunca foi. haja limites para a estultícia.


De Paulo Pinto Mascarenhas a 11 de Março de 2008 às 13:09
Sim, já reconheci o erro da caixa de comentários.


De Tiago Mendes a 11 de Março de 2008 às 12:31
O Paulo até pode dizer, nos comentários, que concorda com a leitura - tão óbvia que é a única possível - da Fuckitall sobre a participação da dita senhora na manisfetação.

Até podia referir a deselegância, para quem sempre gosta de elogiar as "senhoras" neste blogue, de tratar a referida senhora como um caniche. Mas se calhar os elogios que aqui geralmente lhes são feitos não passam muito disso (nem todas aplaudem, valha-nos isso).

Também podia falar de como tratar assim a participação cívica de alguém que, se alguma coisa demonstra, é ter independência de espírito e vontade de participar na coisa pública, contraria aquilo que o Paulo e os seus (e como este "os seus" não é metafórico) apregoam constantemente.

Claro que o Paulo dirá que foi apenas uma "graçola" (e que eu sou muito "sério" e "chato" e etc. e tal). Mas é por "graçolas" destas sairem tão correntemente, tão espontaneamente e à velocidade da luz que a direita do Paulo nem tem futuro em Portugal nem apresenta a mudança que alguns desejam no país. A questão, claro, é que o Paulo se calhar se ilude a si próprio sobre isto, julgando defender aquilo que realmente não lhe vai na alma. Depois, em momentos como este, salta-lhe a boca para a verdade.


De Tiago Mendes a 11 de Março de 2008 às 12:39
"Da libertação da mulher"

O Moita de Deus que se cuide, que tem aqui concorrência de peso...


De Paulo Pinto Mascarenhas a 11 de Março de 2008 às 13:20
Há pessoas que não merecem sequer a minha resposta e que se tivessem um pingo de "decência" - utilizando a terminologia preferida de alguma esquerda escandalizada - não teriam a supina desfaçatez de aparecer por aqui. Ponto final.


De Tiago Mendes a 11 de Março de 2008 às 15:17
Decencia? Ou sera' respeitinho comprometido por uma causa tribal? Ficamos esclarecidos (se nao o estivessemos) sobre o entendimento do Paulo sobre a liberdade individual de cada um em expressar a sua opiniao. Melhor sorte para piadas futuras.


De e a 11 de Março de 2008 às 22:28
v


Comentar post

pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO