Terça-feira, 22 de Abril de 2008
Os mários-machados da extrema-esquerda


Concordo que sejam perseguidos e punidos todos os que promovem a violência na chamada extrema-direita, mas parece que é tempo de se começar a tratar da mesma forma a extrema-esquerda. Está a ser convocada na internet para o próximo dia 25 de Abril uma manifestação anti-polícia promovida por activistas de extrema-esquerda. Basta ler o que escrevem para se perceber o perigo que podem representar. Espera-se que a celeridade da justiça seja a mesma que no  "caso Mário Machado". São ambos casos de polícia - e não de política.

-

Ver Público e o blogue Contra o Capital.

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar

Comentários:
De Luis Rainha a 22 de Abril de 2008 às 19:53
O tal blogue tem um ar bem sinistro. Mas convém termos em mente de que falamos quando falamos do Machado e dos Skins:

"Estava hoje a pensar.. que já não bato em ninguem deste dia 8 de Fevereiro e isso deixa-me profundamente triste e deprimido.
Uma vez mais começei a fazer uma auto-analise ao meu comportamento e à minha maneira de estar, porque sou sempre censurado por gostar de bater nas pessoas e de amar o ódio, e ás vezes preocupa-me esta situação.

Cheguei à conclusão de sempre, sou perfeitamento normal, apenas direciono a minha raiva nas pessoas fisicamente, enquanto outros a descarregam verbalmente ou a assimilam,respirando fundo, ou pior ainda, tornam-se indiferentes a tudo á sua volta, transformando assim os seus corações em blocos de gelo, insensiveis a emoções.
Talvez venha dai o facto de eu ter um grande coração, o nunca o ter constrangido ao que "se pode fazer" ao invés do que o que "eu quero fazer!"

O mesmo se aplica ao relacionamento com o sexo oposto, se por ventura eu gostar de 2 mulheres o que é que me impede de amar as duas?Só porque algum cristão um dia disse que isso era pecado?
Será que até a nivel sexual tenho que me reprimir porque a mentalidade dominante a isso me obriga?
Não resulta comigo!

O ódio é um sentimento tão nobre quanto o amor, faz parte da nossa natureza e tudo o que vai contra a natureza é que tem que ser combatido. Vejo os nossos politicos, e a comunicação social por exemplo, mais preocupadas em combater o ódio do que a censurar os paneleiros, os pedófilos, e afins.

Adoro a confrontação fisica, agarrar na escumalha e dar lhes pontapés na cabeça, socos, sentir a adrenalina a disparar, a emoção ao fugir á policia.
Um dos anos mais felizes que tive foi o ano que esfaquei 11 pessoas, record absoluto, o sentir da faca a entrar, o inimigo a desfalecer, o seu olhar de panico, tudo isto em conjunto dá-me vida, recarrega-me as baterias.
Adoro bater nas pessoas!

Este desabafo é mais dirigido aos Skinheads porque muitos se devem interrogar como eu, não se sintam mal por gostarem de bater nas pessoas, nao se sintam mal por gostarem muito de mulheres, nao se sintam mal por encararem o dia a dia como uma batalha e a nossa vida como uma guerra.
Nós estamos na vanguarda do nosso tempo, a todos os niveis. Falando da militancia nacionalista em tudo de bom que o nosso pais tem eu vejo um Skin, a maioria em manifs, a maioria em concertos, em almoços, na violencia, até na prisão.
Por detras das maiores campanhas politicas, sejam autocolantes, seja nas faixas dos viadutos, seja na internet, eventos no estrangeiro, nas claques, em bandas de musica, na distribuiçao de panfletos, organizaçoes etc eu vejo sempre os mesmos.. os skins!
Por isso não admito que nos faltem ao respeito e voçes deviam fazer o mesmo.
Orgulho em ser Skinhead!"


De Paulo Pinto Mascarenhas a 22 de Abril de 2008 às 22:13
"a raividições é um projecto informal anarquista de edição e publicação de ferramentas para serem usadas na guerra social.

"que as hordas bárbaras partam para o ataque, autonomamente, do modo que bem entenderem. e que nenhum parlamento, nenhuma instituição bancária, nenhum supermercado, nenhum quartel, nenhuma fábrica jamais nasça outra vez após a sua passagem." - barbarians: disordered insurgence."

Não sei como se ler isto se não como uma incitação à violência e à acção directa. Crime, digo eu. Sigam alguns dos linques...


De Tárique a 23 de Abril de 2008 às 12:01
Tenho a certeza absoluta que esse blogue "contra o capital", criado recentemente, já após a manifestação ter sido convocada, e com uma confusão de mensagens enorme, é falso , no sentido de ter sido criado para denegrir a imagem dos manifestantes e da manifestação.


De maria a 16 de Julho de 2008 às 17:29
so queria te dizer q sou mulher e nao te qureia nem coberto d ouro. por haver pessoas c tu e q o mundo e um sitio terrifiante para se viver. q deus te proteja e te perdou . so podes ter sido cuspido pelo inferno.


De Miguel Madeira a 22 de Abril de 2008 às 20:40
"Basta ler o que escrevem para se perceber o perigo que podem representar."

Há alguma violação da lei na convocatória da manifestação? Eu não vi nenhuma (embora alguma da iconografia do blogue Contra o Capital talvez possa cair na categoria de "incitamento ao crime", ou coisa assim)


De Fernando Vasconcelos a 22 de Abril de 2008 às 21:50
Nem sei onde está a dúvida. TODAS as formas de violência de extrema-esquerda ou de extrema-direita são apenas violência nada mais. Para exprimirem uma qualquer teoria política têm de abdicar da violência. A violência apenas se exprime a ela própria, nada mais.


De Miguel Madeira a 22 de Abril de 2008 às 22:09
"TODAS as formas de violência de extrema-esquerda ou de extrema-direita são apenas violência nada mais."

E a do centro-esquerda ou do centro-direita? Antes que me venham dizer que o centro-esquerda ou o centro-direita não usam a violência, noto que ideologias/movimentos que aspirem a controlar a governar o Estado, por definição, estão dispostos a usar a violência (já que, em última instância, a autoridade do Estado assenta no poder de usar a força).


De Paulo Pinto Mascarenhas a 22 de Abril de 2008 às 22:23
Miguel Madeira, a violência que o Estado possa usar tem de estar de acordo com a lei, pelo menos se estivermos a falar de um Estado de direito. Não confunda o inconfundível. Os extremos radicais apelam à violência como instrumento pseudo-ideológico, o que não acontece com a direita ou a esquerda democráticas.


De Anónimo a 22 de Abril de 2008 às 23:40
O que o Miguel Madeira confunde é o conceito de acção directa com o monopólio da violência do Estado. Se o Estado abdica deste monopólio, ou pura e simplesmente o perde (e julgo que neste ponto até o mais puro dos liberais concorda com o mais cavernoso conservador...), surgirão na sociedade civil movimentos de cidadãos prontos a usar a força para sabe-se lá que fins. Ou talvez o Miguel Madeira não esteja a confundir nada, e talvez o Estado português já tenha abdicado mesmo do monopólio da violência, e eis-nos, pois, entregues a Mários Machados e ContraosCapitais e não sei mais que escória...


De Anónimo a 22 de Abril de 2008 às 23:58
Oh seu TACO de Madeira (MMadeira), esquece-se de que os centros (como V lhes chama) direita e esquerda, regra geral confiam na vontade popular expressa em eleicoes para reprimir com razao a vontade espuria expressa em manifs de violencia, por idiotas que, "a direita e a esquerda", o fazem por nao terem capacidade intelectual para outros tipos de luta mais edificante.


De anónimo a 23 de Abril de 2008 às 00:06
A direita só se enterra mais fundo nesta defesa continuada do Mário Machado. O Mário Machado participou num homicídio, e foi condenado por isso. Alguns dos que convocam esta manifestacao, no máximo, teem umas espigas de milho por sua conta.

Textos semelhantes sobre a destruicao das instituicoes até pode encontrar vulgarmente no Blasfémias e Insurgente. Nao misturem alhos com bugalhos, a verdade é que a extrema-direita tem realmente diferencas marcantes em relacao à "extrema-esquerda", como lhe queiram chamar.


De Paulo Pinto Mascarenhas a 23 de Abril de 2008 às 00:17
Ninguém aqui defendeu Mário Machado. Mas não há qualquer diferença entre violências extremistas.


De A.N.(A.) a 23 de Abril de 2008 às 00:59
Nem extrema de um lado nem do outro.
Isso é paleio do Sistema.
Acção Autónoma.
O que vale, por exemplo, para os professores não vale aqui ou na luta pelo Bolhão?
Cumprimentos.

http://nacionalistas.wordpress.com/2008/04/22/pela-accao-autonoma/


De Diogo MD a 23 de Abril de 2008 às 01:48
Acho que antes de se entrar na verborreia ideológica e na defesa infantil, até absurda, do Mário Machado, há que ser minimamente rigoroso. Mas que raio, porque é que uma "manifestação anti-autoritária CONTRA A REPRESSÃO POLICIAL" tem que ser anti-polícia? Alguém está capaz de me explicar isto? A polícia necessita da repressão física de que o péssimo texto de convocatória da manif. fala para exercer a sua autoridade?
Antes de discutir a legitimidade da autoridade da polícia ou não, podemos ser um bocadinho rigorosos e não fechar os olhos à manipulação gratuita de autoridade?

Ver um apelo à desordem pública ou um incitamento à violência num blog fraquinho e sem conteúdo como o Contra o Capital tem alguma coisa de mentalmente são? Parece que essas cabeças andam cheias de fantasmas.
Independentemente das ideias de cada um, acho que se pode discutir com o mínimo de seriedade.


De Diogo mD a 23 de Abril de 2008 às 01:58
"e não fechar os olhos à manipulação gratuita de autoridade?"

Aqui queria dizer "à manipulação gratuita de informação".


De Tárique a 23 de Abril de 2008 às 11:59
Espera lá ... então é uma manifestação "contra o estado" e de "extrema esquerda" ao mesmo tempo?

e ainda por cima é apoiada por blogues de direita libertária como o Suck And Smile?

http://suckandsmile.blogspot.com/

Tenho duas coisas a dizer:

1 ) O Blogue "contra o capital" parece-me falso. A quantidade e confusão de mensagens, a data da criação ter sido muito posterior às primeiras convocações de manifestação, etc.

2 ) Uma manifestação contra o Estado ser considerada de extrema esquerda por um blogue que se diz defensor de um estado mínimo significa uma de duas: ou a esquerda afinal não é estatista como diz o atlântico, ou o atlântico afinal não é pelo estado mínimo


De Anónimo a 25 de Abril de 2008 às 23:45
Sabes tu que o contra o capital é falso? Foi criado por um doa mais activos anarquistas da zona de lisboa, por isso vai-te catar


De Tárique a 23 de Abril de 2008 às 12:12
Olha dois blogues de direita a apoiar a manifestação:

http://nacionalistas.wordpress.com/
http://suckandsmile.blogspot.com/


De Tárique a 23 de Abril de 2008 às 12:18
Sugiro uma visita ao meu artigo sobre o assunto:

http://nadirdostempos.blogspot.com/2008/04/violncia-policial.html


Comentar post

pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO