Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

blogue atlântico

blogue atlântico

17
Set08

Regulamentar: Uma estafa

André Abrantes Amaral

 

Diz-se que a crise dos mercados financeiros resulta da pouca regulação dos mesmos. Caso os produtos financeiros da última década tivessem sido regulados e não acontecia o que está a suceder agora. Na verdade, se essa regulação tivesse existido, os bancos e demais instituições financeiras não tinham emprestado dinheiro a quem não tinha condições de pagar os empréstimos e hoje não estavam a falir. Claro como água.

Sucede que, com essa regulação, muitas pessoas que compraram casa, carro, electrodomésticos e outros produtos que lhes faziam falta não o teriam conseguido fazer. E a conversa teria sido outra: Que era injusto, os bancos só emprestavam a quem tinha dinheiro; que não ajudavam quem precisa de capital; que capitalismo é este que não auxilia os mais necessitados; etc. Uma bronca. A tal história de há poucos meses de os bancos não assumirem riscos, lembram-se?

Mas a regulação dos mercados financeiros apresenta ainda outros dois problemas: É inútil e é impossível.

Inútil, porque o tipo de erros cometidos nos últimos anos dificilmente serão repetidos. Não quer dizer que não haja erros no futuro, apenas que não serão os mesmos, mas outros. Podem regular à vontade, entreter-se a fazer leis e estratagemas para apanhar os malandros que, aqueles esquemas, já ninguém os quer. Os amigos da ordem vieram tarde demais.

Impossível, porque não se pode regular o desconhecido. Ninguém sabe quais os produtos que irão aparecer depois desta crise. Quais os negócios, os investimentos, os truques para ganhar dinheiro. O homem tem esta capacidade muito chata: Inventa. Inventa o inimaginável. Aquilo que nunca se sonhou vir a ser possível, ele inventa. Mais: Essa regulação, a existir, servirá apenas de mote para uma fuga para outros produtos, outras formas de negociar. Será um verdadeiro jogo do gato e do rato.

Por isso, o argumento do João Galamba de acreditar na aprendizagem dos reguladores não colhe. Quem aprende é quem experimenta e quem experimentou foi quem perdeu. São esses que não irão cometer os mesmos erros, mas outros. Até à próxima crise. Entretanto, muito dinheiro vai sendo ganho.
 

5 comentários

Comentar post

Links

Outros Mares

Outras Ondas

Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D