Sexta-feira, 3 de Outubro de 2008
O submundo de António Costa

 

1,5% = 0,015

 

Não assisti, mas alguém me avisou que António Costa disse ontem no Quadratura do Círculo considerar a blogosfera "um submundo". Compreendo que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa não tenha apreciado as últimas semanas da blogosfera. Vamos a ver o que dirá sobre o "Expresso" a partir de amanhã. Pacheco Pereira defendeu(-se), respondendo que se aproveita "um por cento". Eu não diria que a CML é "um submundo" e  parece-me que se aproveita mais de "um por cento". Por volta de 1,5 por cento, mais casa, menos casa.

 

[Adenda: Vi agora o programa - com atenção sobretudo à parte do tema "A atribuição indevida de casas em Lisboa e o poder dos blogues" - e António Costa chamou "submundo" à blogosfera. Não o ouvi chamar "nojo", como me tinham dito. Por isso corrigi o título. Quem disse que se aproveitava apenas 1% foi o próprio JPP, com a concordância  imediata de Costa. Lobo Xavier foi o principal defensor do papel da blogosfera]



publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste | comentar

Comentários:
De Mastoideu a 3 de Outubro de 2008 às 16:35
Eh pá, mas então o PP não se considera a si próprio muito mais que unzinho por cento de toda a blogosfera tuga? Mas que modéstia...


De Paulo Pinto Mascarenhas a 3 de Outubro de 2008 às 18:45
Peço desculpa pela anterior resposta ao seu comentário, Mastoideu, foi um engano meu.

cumprimentos


De José Manuel Faria a 3 de Outubro de 2008 às 18:08
Contrariamente à opinião geral que aponta o poder central como corrupto, interesseiro e dinheiros mal aplicados, penso que são as autarquias os maiores centros de lavagem de dinheiros e roubo ao erário público. Exemplo, são sempre as mesmas empresas a vencer os concursos para as rotundas, empreitadas ou rasgos de estradas municipais.


De jpt a 5 de Outubro de 2008 às 22:15
o que vale é que "nós" somos o tal 1%, não é?


Comentar post

pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO