Segunda-feira, 29 de Outubro de 2007
O povo é sereno
Para algumas pessoas parece que há um sítio no mundo tenebroso, onde se vive terrivelmente e que se chama Europa. Essas mesmas pessoas parece que acordaram para os problemas da "soberania", para a "vontade popular" e para a "soberania popular" em 2007. O povo é, além disto, sereno, na perspectiva deles e de um mítico ex-Primeiro ministro: por isso, vamos a referendo e é já! Estas pessoas também acham que os 27 países que resolveram sentar-se à mesa das negociações o fizeram com uma pistola apontada à cabeça, sempre com o objectivo de nos tramar. A nós e à "soberania", claro.

27 Estados europeus à volta da mesa para chegar a um acordo (todos os acordos são o possível num determinado momento histórico, dadas as condicionantes internas inerentes às democracias e à conjuntura internacional) é, para estas pessoas, um atentado ao cidadão, o mesmo que votou, acredito que livremente, nesses mesmos representantes para, entre outras coisas, negociar Tratados internacionais. Estas pessoas esquecem-se que há quinze anos atrás metade destes 27 estava de costas voltadas para a outra metade, e que há umas décadas não muito longínquas atrás andavam aos tiros e noutras diabruras uns com os outros. Em boa verdade, sem a União, este terrível continente europeu seria uma espécie de Médio Oriente versão requintada. Há coisas fantásticas, não há?

publicado por Bernardo Pires de Lima
link do poste | comentar
Categorias:

pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO