Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008
Cultura
Também eu me apanhei a pensar na remodelação ministerial. Não tanto na do Ministro da Saúde, que até me era genericamente simpático – admito que não viver em Vila Velha do Fornelho contribuísse para a minha mansidão -, mas que não resistiu a ser parte de Portugal. Pensei foi em Isabel Pires de Lima, a Ministra da Cultura. Os “agentes artísticos” estão satisfeitos – e é de admitir que tenham razão. Sobra que a demissão, ou a tomada de posse, de um Ministro da Cultura (diferentemente das de um Ministro da Ciência) interessam, directa ou indirectamente, a tão pouca gente que quase é surpresa que sejam notícia. Note-se que não digo que não haja boas e más razões para que interessem: digo é que são boas e más razões para pouquíssima, mas mesmo pouquíssima, gente. No Público, podia vir só no P2.

publicado por Paulo Tunhas
link do poste
Categorias:

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO