Terça-feira, 29 de Janeiro de 2008
O Príncipe
N’ O Príncipe, Maquiavel explica como conseguir controlar uma região que demonstra sinais de insatisfação e até rebeliões e desordem. Diz ele que o príncipe deverá designar um governador para essa região que seja capaz de levar a cabo políticas duras e violentas. Basicamente, o objectivo é o de conseguir recuperar a ordem nessa região e manter os seus habitantes sob o punho de ferro desse governador. Uma vez a ordem estabelecida e rotinada, o príncipe deve então reprimir esse governador e salvar o povo da tirania que este exerce, acabando por garantir uma situação favorável ao seu poder: a região fica controlada, e o príncipe assume o papel de salvador, com o reconhecimento do povo.

Lembrei-me disto quando li a notícia da substituição do Ministro da Saúde e da Ministra da Cultura. As políticas foram lançadas, e agora afasta-se os aparentes culpados. O povo agradece. Será que a equipa de Sócrates leu Maquiavel?

publicado por Alexandre Homem Cristo
link do poste | comentar
Categorias:

Comentários:
De anónimo a 30 de Janeiro de 2008 às 07:38
Repare em que Maquiavel refirese a um "principe".Nao fica a falar portanto, nem de um rei, nem de um ditador, nem de um primeiro ministro nem...


De An Onnimo a 30 de Janeiro de 2008 às 00:14
touché


De maquiavelices? a 30 de Janeiro de 2008 às 00:30
não , não me parece. para além da ordem não ter sido estabelecida , e muito menos rotinada , o " príncipe" não tem perfil para príncipe. já deu provas de mau carácter. E agora tudo se sabe . Penso que será ele o tal de governador cruel . Quem leu Maquiavel , provavelmente, terá sido o príncipe salvador que por aí andará e se mantêm na obscuridade , por enquanto.


Comentar post

pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO