Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008
Sarko
A velha máxima que sublinha que os franceses só fazem reformas quando há uma revolução não parece estar a ser seguida, também nos assuntos internacionais, pelo actual chefe de Estado. Pondo de lado os affairs cor-de-rosa que Nicolas Sarkozy tem protagonizado, estes primeiros oito meses de mandato ficaram definitivamente marcados pelo regresso da França às grandes questões estratégicas internacionais. Um reformismo na perspectiva francesa que não precisou de qualquer revolução para ser levado a cabo e que assentou, essencialmente, em três grandes pilares.

Sarkozy e a revisão da estratégia de segurança europeia em 2008,
por Bernardo Pires de Lima

publicado por Paulo Pinto Mascarenhas
link do poste
Categorias:

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




pub
pesquisar
 
linques
blogs SAPO